O Eleito

terça-feira, janeiro 24, 2006

É Normal

Mais extraordinário que a onda de apoio manifestada pela direita chineleira em torno de Sócrates após o faux pas cometido quando interrompeu as declarações de Manuel Alegre (*), é a naturalidade com que é encarado o destaque dado a Mário Soares e aos seus 14 e pouco por cento.
Ou não fosse isto Portugal.
Como teria dito Artur Jorge naquela manhã no Estádio Nacional depois de ter levado uns sopapos de Ricardo Sá Pinto: É normal, em Portugal, é normal...
(*) Afinal, ó tribunos do regime, sempre se tratavam das declarações do segundo candidato mais votado nas eleições para a Presidência da República.

3 Comments:

Blogger David Afonso said...

?

11:58 da manhã  
Blogger José Raposo said...

deve ter havido aqui algum problema mas se passares isto para o word e mudares a fonte aparece mesmo texto

2:38 da tarde  
Anonymous takitali said...

Este Regime infame tem o mérito de deformar a "mente colectiva" com as consequências à vista.
Se Sócrates fosse apenas SG do PS compreendia-se o lapso, o embuste, o que fosse. Como PM a situação é mais grave, ele próprio antes de intervir teria que verificar se todos os candidatos já se tinham pronunciado!
A "C. Social unida jamais será vencida" cometeu o mesmo lapso em todas as estações!?...
A bandalheira continua, as duas capelinhas atingiram as raias da indignidade! Imolaram o Santana o Sócrates está a arder. Quem será o próximo???...
Freitas do Amaral, como independente para desempatar?

3:38 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger