O Eleito

sexta-feira, novembro 11, 2005

Resposta Ao Repto, Parte 2

Actualmente a Saúde consome uma boa parte do Orçamento de Estado. E para quê ?
- Os hospitais são desumanos;
- Os Centros de Saúde são poucos, com poucos médicos;
- As listas de espera para operações dão vontade de chorar;
- O tempo de espera das consultas daria vontade de rir não fosse as pessoas resolverem o assunto com idas às urgências que entope ainda mais os hospitais e os torna mais desumanos;
- Os tratamentos estão três dias as espera de uma mísera fonte de alimentação de um mísero aparelho (notícia de hoje);
- Muitas vezes, os médicos tratam os doentes como uns aborrecidos que se lembraram de adoecer, quer dizer, se lembraram de dizer que estão doentes;
- As visitas dos hospitais, (e quem já esteve internado, ou visitou alguém sabe a importância disso), são tratadas como se fossem elas próprias uma doença contagiosa.
- Os médicos que têm consultório cá fora usam o hospital como um centro privado de exames caros dos seus doentes privados.
- A cunha metida ao amigo ou familiar médico é a forma mais eficaz de ser atendido, o que obviamente entope mais o sistema.
E tudo isto e muito mais com o consumo cada vez maior de dinheiros públicos. Eu pergunto, a solução para o estado é injectar mais dinheiro ? É esse o problema ?

E qual é a solução para muita gente ? Seguros privados, médicos privados, hospitalizações privadas, tratamentos privados. E quem é esta gente ? Obviamente são pessoas com recursos. Mais conhecidos por ricos.

Os ricos são prejudicados porque além de terem também de contribuir para o OE, se querem ter alguma Saúde de jeito, têm de gastar mais dinheiro para a obter no privado, MAS PREJUDICA MUITO MAIS OS POBRES, porque estes não tendo recursos para os dois lados, têm de sujeitar-se, (é a palavra certa), aos serviços públicos que são a vergonha que descrevi em cima.

O que é que acontece em Portugal a uma pessoa que tem que ser sujeita a uma operação caríssima ? Se tem dinheiro, vai ao privado e muitas vezes é no estrangeiro. Se não tem, espera, desespera e muitas vezes morre nas listas de espera. Mas se tanto o rico como o pobre tivessem um seguro de saúde, o que é que aconteceria ?

E as pessoas que não têm dinheiro para um seguro ? A resposta o Karloos já a deu, “Distribuam-se cheques saúde […] a quem não pudesse pagar e a pessoa que escolhesse a empresa a que queria recorrer. “, mas eu respondo com a pergunta que já fiz. O que é que acontece a quem não tem dinheiro para uma operação caríssima ?

Eu tenho a certeza que isto não seria a solução milagrosa. Certamente que não. Agora o que eu sei, e toda a gente sabe, é que o estado actual da Saúde Pública falhou. Redondamente.

3 Comments:

Blogger CGP said...

right on target

1:25 da manhã  
Blogger Pedro Santos Cardoso said...

Já vi que vou ter trabalho de fim de semana!

9:02 da manhã  
Blogger Salvador said...

muito bem.

3:38 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger