O Eleito

sábado, dezembro 03, 2005

A Grande Novidade

As presidenciais andavam mornas depois das expectativas iniciais. O candidato alternativo a Cavaco Silva não apareceu, Louçã e Jerónimo andam noutra campanha, a das legislativas de 2009, Alegre e Soares andam a disputar o PS e o Natal aproxima-se.

Eis senão quando chegou a grande novidade. Cavaco Silva afirmou que o chefe de Estado só deverá dissolver o Parlamento em "circunstâncias muito extraordinárias", nomeadamente quando estiver em causa o funcionamento das instituições democráticas. Todos devemos agradecer este esclarecimento. Ninguém sabia.

3 Comments:

Blogger Tiago Alves said...

oh caro colega,
se acha que vc, como todos, já o sabiam, mande um e-mailE para os orgaos de CS a dizer para pararem de fazer a pergunta! Se fazem sp a mm pergunta, quiça para ver se apanham uma escorregadela, não acha que os candidatos, se com a liçao bem estudada, vao dar sp a mm resposta? :|

3:08 da tarde  
Blogger Sofocleto said...

Onde se prova que Cavaco é um homem de grande coragem política que não receia afrontar seja quem for em defesa dos seus ideais.

3:54 da tarde  
Blogger Mário Almeida said...

Ele disse exactamente a mesma coisa na apresentação da candidatura.

Estou por isso de acordo com o Tiago.

Se o Jorge se refere ao óbvio da resposta ... bem, a resposta é óbvia porque a resposta é óbvia.

Os jornalistas querem é que Cavaco diga que vai dissolver o parlamento depois de eleito, e ele teimoso como sempre não o diz. Que aborrecimento.

5:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger