O Eleito

sexta-feira, novembro 18, 2005

Medicina Política

Independentemente da preferência de cada um nas próximas eleições presidenciais, uma coisa é certa. A pré-campanha está a corresponder às piores expectativas. E, nela, a de Mário Soares está a conseguir bater todas as outras.

O país esperava que a craveira dos três principais candidatos fosse um segura contra o primarismo, o fait divers e a inanidade. Não é. O país precisava de debater política a sério para decidir entre os vários futuros possíveis que tem à sua frente e esperava que o apregoado nível dos três principais candidatos fosse um seguro contra uma campanha tipo farinha Nestlé, passe a publicidade. Não é.

O último episódio é o desafio de Soares para que todos os candidatos mostrem o respectivo boletim médico. Isso mesmo. Leram bem. O boletim médico. O que pretende Soares provar? Que tem melhor saúde que os seus concorrentes, apesar da crítica que lhe fazem de ser excessivamente idoso para exercer de novo o cargo de Presidente? Mostrar à opinião pública que os seus concorrentes são pessoas doentes?

Francamente. O mau gosto tem limites.

2 Comments:

Blogger Biranta said...

Oh Jorge, onde é que tens vivido?
O país precisava? Lá precisar precisa. Mas esperar isso destes políticos e, principalmente, destes candidatos...
Só para dizer que concordo inteiramente. O país não merece candidatos tão inapropriados...

11:54 da manhã  
Anonymous paulo damasio said...

Penso que pode e deve criticar...o seu post evidencia o óbvio..mas...porque não obrigou o Manuel Monteiro a candidatar-se ??
Perante a ausência de candidatos credíveis ou apetecíveis, como penso que acha...porque não ajudar a construír uma alternativa??

3:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger