O Eleito

segunda-feira, dezembro 19, 2005

E Se O Biranta Tiver Razão?

Por duas vezes tentei vêr a primeira parte do Senhor dos Anéis e das duas vezes abandonei a sala de cinema a meio. Talvez por estar extremamente cansado ou pelo facto de em televisão haver mais intervalos, consegui finalmente vêr o filme no último fim-de-semana. Sem ter prestado muita atenção ao desenrolar da história fascinou-me a posição do anel e não deixei de estabelecer uma analogia entre o anel do filme e o poder político da realidade.
E se, tal como o anel, o poder político seja algo que atraia as pessoas duma forma irracional, fazendo elas tudo o que fôr possível, mesmo traír os amigos, para o deterem? E se, tal como o anel, o poder político só esteja bem entregue nas mãos de quem não o deseja de todo? Nesse caso as eleições seriam o pior método de escolher um líder uma vez que quem se candidata é quem deseja o poder político. Nesse caso, todos os candidatos a estas e outras eleições seriam os piores possíveis e a democracia seria um sistema de selecção adversa. E se o Biranta tiver mesmo razão?

P.S.: Agradecia que ninguém me contasse nos comentários o que vai acontecer ao puto loiro nas sequelas do filme, pelo menos até ao próximo Natal.

4 Comments:

Blogger Pedro Santos Cardoso said...

Talvez devamos procurar noutras espécies os nossos candidatos. Sempre podemos tentar os Elfos ou os Hobbits.

7:04 da tarde  
Blogger Biranta said...

Talvez as pessoas TODAS, políticos e cidadãos, se devam ater, com rigor, às regras da democracia e da sã convivência em sociedade... (todos iguais!!!) Coisa que não é muito comum entre os nossos políticos...
Ou seja, para resumir: rigor, responsabilidade e responsabilização... ter em conta a realidade e a opinião dos cidadãos... avaliar as "políticas" e os políticos pelo resultado, real, do que preconizam e fazem...
Por mais que "vocês" dramatizem, ou achincalhem, ou... para manipular e condicionar as opiniões e as escolhas das pessoas, as mentiras, as vigarices, a bandalheira em que este país vive, muito útil para garantir impunidade a todo o tipo de escumalha e de criminosos, está a dar cabo do país... sem saída à vista.
Reparem que a abstenção cresce, exponencialmente, nas camadas mais jovens...
Divirtam-se, enquanto podem (porque a realidade se imporá, apesar de nós e do que dizemos) porque, como sempre, a sociedade há-de evoluir, mudar, melhorar e vocês não poderão fazer nada para o impedir. Melhorará, mas não com estes políticos nem com estes sistemas eleitorais vigaristas.
Não há elfos nem hobbits que possam se opor, com eficiência, a estes mostrengos destes políticos. Só as pessoas, os cidadãos, o podem fazer.
Vá lá, estamos na época do Natal... deixem de ser tão azedos em relação a ideias diferentes... olhem as úlceras.

10:13 da tarde  
Blogger CGP said...

Não tive como objectivo achincalhar qualquer ponto de vista. Antes pelo contrário. O meu espírito agnóstico estende-se à política. De todas as pessoas que se expressam n'O Eleito és aquela com quem menos concordo. No entanto, tal como refiro no post, assumo a possibilidade de teres razão e mais, como dizia o outro, defenderei até ao fim o teu direito de dizê-lo.

10:30 da tarde  
Blogger Biranta said...

Estamos explicados!
Peço desculpa do mal-entendido!

2:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger